Passando do Ponto

Eu queria um amor que não fosse passageiro. Todo mundo sobe, todo mundo desce e eu continuo pegando o bonde andando. Páááraaaa!!! Vê se passa aqui na rua, pô... Quanto ao ponto final? É circular... vamos, vamos, todo mundo circulando.
Postar um comentário