Melhores menores

Seremos menores, mas melhores. Repudiaremos qualquer espécie de ditadura da beleza. Negaremos os rótulos. Execraremos os estereótipos. Pintaremos nossos cabelos, nossas peles e nossas paredes, para sempre. Provaremos drogas e teremos que aprender a lidar com o alcoolismo de nossos progenitores. Leremos os livros que foram proibidos às gerações passadas. Não gostaremos de discutir política, apesar de sermos socialistas. Seremos ateus, graças a deus e aos seus asseclas divinos. Meditaremos após uma noite de sexo selvagem e desregrado. Tomaremos comprimidos para curar nossas dores de cabeça. Visitaremos terapeutas para curarmos nossas dores de cabeça. Fumaremos um maço de cigarro e teremos medo de tirar uma chapa dos pulmões, o esquerdo, o direito. Não nos deixei cair em tentação, mas não livrai-nos de todo e qualquer mal. Colocaremos o trabalho em primeiro lugar, a fim de darmos uma vida melhor a quem amamos. Faremos de conta que nos importamos com o meio ambiente, comeremos grama, evitaremos carne vermelha e pediremos refrigerante dietético em lanchonetes fast food. Jogaremos na loteria e teremos pena daqueles que mantém seus vícios. Estaremos do lado da verdade que parecer ser a mais convincente, para evitar a injustiça, doa a quem doer. Odiaremos o maldito sensacionalismo enquanto orarmos diante da TV ligada na hora do jantar. Seremos menores, mas melhores.
Postar um comentário