O Asilo de Garotos-Propaganda e Mascotes Esquecidos

É logo ali, entre o Leme e Copacabana (sim, na Av. Princesa Isabel, bem em cima de um estabelecimento comercial nada familiar), que fica o Asilo de Garotos-Propaganda e Mascote Esquecidos e é para lá que todas as pessoas e animais, animados ou não, vão quando suas propagandas saem do ar ou quando os produtos dos quais eles se tornaram símbolos saem do mercado. Quem passa por lá bem cedinho pode ver os militares da propaganda de Malt 90 fazendo sua corrida matinal ou um dos funcionários da casa levando o simpático cãozinho da propaganda de amortecedores Cofap para fazer suas necessidades em um canteiro próximo à portaria do prédio, enquanto uma alegre voz infantil (e um tanto irritante, diga-se de passagem) canta o jingle do Café Seleto, convidando todos ao desjejum. Mas nem tudo é alegria no asilo: é na madrugada, quando as luzes se apagam e apenas os gemidos das prostitutas apanhando de seus cafetões e dos garotos de rua apanhando da polícia quebram o silêncio, que a tristeza toma de assalto os pobres-diabos que habitam o asilo. E se você não acredita, apure bem seus ouvidos quando estiver caminhando bêbado em direção ao Barbarella às 3:15 da matina, pois é quando pode-se ouvir bem de mansinho o Baixinho ao piano, tocando aos prantos A Kaiser é uma grande cerveja, em blues.
Postar um comentário