Venda sob prescrição médica

Nos conhecemos ali mesmo, no corredor do hospital. Eu, pressão alta. Ela, pressão baixa. Eu, alguns comprimidos de anfetamina. Ela, dois copos de chá de trombeta. Eu, soro fisiológico na veia. Ela, dedo na garganta. Eu, histórico de dependentes químicos na família. Ela, mãe e pai diabéticos. Eu, alergia a paracetamol. Ela, intolerância a iodo. Eu, tantando celebrar a alegria. Ela, tentando se livrar da tristeza. Eu, por cima. Ela, por baixo. E nós dois gozando juntos.
Postar um comentário