Peleja

Bituca sabia que ia perder o controle sobre a bola e sobre o próprio corpo. Lerdo de raciocínio lógico, porém apoiado pelo agrado que o cartola de seu time ofereceu ao juiz, não teve dúvida: deixou-se despencar em plena grande área. Apito. Pênalti. Confusão formada, o juiz expulsou Fernandão, o zagueiro inocente, e aplicou cartão amarelo ao goleiro Norberto, que reclamou acintosamente. Depois do gol, ao fim do certame, muita coisa mudou. Bituca assinou contrato com um clube espanhol. O juiz comprou imóveis e passou a cheirar cocaína em abundância. O cartola se elegeu como deputado estadual, filiando-se a um partido com as mesmas cores de seu clube. O goleiro e o zagueiro. Bem, o goleiro e o zagueiro trabalham como maqueiros de um campo de várzea em todos os domingos de futebol.
Postar um comentário