Radicais Chiques

Acho que essa notícia dá uma boa idéia do que estamos vivendo hoje no Brasil: A Daslu, aquela loja metida à besta que vende roupas superfaturadas para a elite jeca e sonega impostos, abre espaço para um documentário que não faz mais nada além de queimar o filme (já mais do que carbonizado) das favelas. O próprio MV Bill mostra que o que queria mesmo era apenas aparecer: "Não queremos, com este livro, apresentar soluções para a criminalidade infantil, induzir opiniões, ou fazer uma análise profunda baseada em teorias para explicar o motivo dessa tragédia. Pretendemos simplesmente narrar as dificuldades que fizeram parte do nosso dia-a-dia, durante as gravações do documentário Falcão. Fatos que ficaram marcados em nossa consciência, em nossa alma". Pronto, todos fizeram sua parte, mas ninguém dá nenhuma solução, nenhuma idéia, muito menos falam algo sobre gente que está mudando a realidade do país. Sei não, mas esse Falcão me lembra aqueles livros com fotos duras, mas belíssimas do Sebastião Salgado. Vai acabar enfeitando a estante de quem se acha consciente e dar munição para quem é reacionário fazer uma solução final contra os pobres...
Postar um comentário