bla bla bla

O sonhador está sujeito a mais erros do que acertos em seus sonhos. Meu maior equívoco, foi ter aprendido muito com os erros e ter vivido pouco a intensidade dos acertos. É em virtude disso que desaprendi a sonhar, a enchergar a magia. E que tristeza isso traz a alma agora insípida de tanta racionalidade. O caminho para os sonhos, tal qual o da areia beijada pelo mar, foi apagado pela sobriedade.
Postar um comentário