A ordem natural das coisas

Você se veste para tirar a roupa. Aceite. Um vestido novo, um salto alto. Uma gravata italiana, uma camisa cara. Você se veste para tirar a roupa. Grife, marca, etiqueta, status: nada disso importa depois. Porque o que você quer mesmo é ter alguém espremendo os seus peitos entre as mãos, ofegante no seu pescoço, falando sacanagens ao pé do seu ouvido. Ou então, alguém envolvendo com a boca o seu membro. Você quer ficar de quatro enquanto é açoitada no lombo. Ou então, olhar para o espelho enquanto come mais uma pobre virgem. Você se veste para tirar a roupa. Aceite.
Postar um comentário