Ponto - Paragrafo - Travessão.

Travessão seria apenas travessão ou uma grande travessa na qual nas noites de lua cheia, se ouve um estranho Lupin ao fundo decorando a festa. Nos dias de sol e chuva, um arco-irís terminaria nele e todos seus moradores seriam agraciados com dinheiro eterno e umas pontas de inveja. Efeito colateral do sucesso, eles vão dizer. E quem será capaz de dizer o contrário? Semanas passariam sem uma noticia daquele senhor do 3º prédio, segundo andar. Logo, ficaria nacionalmente famoso, quando aparecesse morto num "noticiário-eu-pago-por-tragédia". Assim, viveríamos sempre a mercê de algo ruim, à margem e ao medo de que algo no final do arco-irís pudesse nos fazer mal. Ei, peraí, mesmo morando fora do travessão, não já estamos todos assim? Vamos então nos mudar para lá. Vamos criar nossa própria favela em suas áreas improdutivas, se é para sofrer consequências, que tenhamos nossa parte boa dessa história. Viva a invasão. Patrocinio MPI - Movimento Pró-Invasão.
Postar um comentário