A ordem natural das coisas IV

Você viaja para se cansar. Admita. São horas até chegar ao destino escolhido, e os minutos demoram a passar. Os quilômetros demoram a rodar. Por terra, ar ou mar você fica enjoado, contorcendo a garganta com os engulhos e a ânsia de vômito. A cama não é tão boa, a comida não é tão saborosa, a pousada não é tão bonita quanto parecia nas fotos. E você, otário, gasta seu dinheiro com qualquer porcaria que te faça lembrar que o lugar onde você vive é feio, imundo e mal cuidado. E onde você gostaria de morar, os caiçaras lhe fitam com severidade, julgando os seus trajes e trejeitos como patéticos, ridículos, desajustados. Quando você chega em casa, quer tomar um banho e dormir, fatigado. Você viaja para se cansar. Admita.
Postar um comentário